sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Best Wishes!



O que desejo para nós não apenas nesse começo de ano, mas sempre, que possamos...




Descansar e confiar... É isso que desejo mais que tudo, mesmo quando as coisas não vão bem, quero sempre me lembrar que há alguém que cuida de mim...




Ter momentos para refletir e orar, não viver atropeladamente, nem fugindo do que é mais difícil; pensar, meditar, aprender com os prórprios erros, encarar a verdade...




Amizade e companheirismo, que voce encontre bons parceiros de caminhada!





Poder escolher nossos livros com critério, priorizando os que podem fazer diferença real, com conteúdo eterno de preferência. E uma leitura de informação e lazer uma vez ou outra :)




Deixar a vida nos surpreender, se já conhecemos tudo então já envelhecemos, no sentido negativo da palavra.




E nos divertir um pouco, com as coisas simples da vida!





Muitos momentos de ternura e confiança, com quem a gente ama





Privilegiar uma comidinha caseira preparada com amor, uma alimentação saudável ou até um pouquinho de besteira porque ninguém é de ferro :)




Poder dormir o sono dos justos :) com a consciência em paz sonhando os mais belos sonhos, e que quando acordarmos possamos tratar de realizá-los!





Existe um momento de ficar bravo e um momento de se alegrar! Um momento de tristezas e outro de felicidade. Desejo que nesse ano de 2008 e sempre, tenhamos uma boa dose de ambos. Se tivermos só alegrias cresceremos pouco, se tivermos só tristezas vamos desanimar.




5 comentários:

amt disse...

muito bon seu plano para o ano novo eu concordo com esso bejos AMT

Ester disse...

Amei esses bebês fofuchos!

Uma ótima maneira de lembrarmos que para agradarmos à Deus devemos ser puros como as crianças.

bjs,

Mírian ღ ღ disse...

Obrigada Anne Marie e Ester por se manifestarem, aí vai um poema de Carlos Drumond de Andrade que é uma reflexão sobre o assunto.

Receita de Ano Novo

Para você ganhar belíssimo Ano Novo
cor de arco-íris, ou da cor da sua paz,
Ano Novo sem comparação como todo o tempo já vivido
(mal vivido ou talvez sem sentido)
para você ganhar um ano
não apenas pintado de novo, remendado às carreiras,
mas novo nas sementinhas do vir-a-ser,
novo
até no coração das coisas menos percebidas
(a começar pelo seu interior)
novo espontâneo, que de tão perfeito nem se nota,
mas com ele se come, se passeia,
se ama, se compreende, se trabalha,
você não precisa beber champanha ou qualquer outra birita,
não precisa expedir nem receber mensagens
(planta recebe mensagens?
passa telegramas?).
Não precisa fazer lista de boas intenções
para arquivá-las na gaveta.
Não precisa chorar de arrependido
pelas besteiras consumadas
nem parvamente acreditar
que por decreto da esperança
a partir de janeiro as coisas mudem
e seja tudo claridade, recompensa,
justiça entre os homens e as nações,
liberdade com cheiro e gosto de pão matinal,
direitos respeitados, começando
pelo direito augusto de viver.
Para ganhar um ano-novo
que mereça este nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo,
tem de fazê-lo de novo, eu sei que não é fácil,
mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo
cochila e espera desde sempre.

Beijos

Mariana disse...

Mirinha!!! Seu blog está barbaro!
Voce é mesmo uma cidadã do mundo!
Não dá prá dizer, ela é daqui ou dali. Voce é universal!
Passei horas lendo seus escritos, adorei. Seu blog é cheio de luz, parece que a gente está chegando na sua casa, com direito a relógio na parede e tudo! Muito legal

beijão cheio de saudade

Alunos Mírian Marques disse...

Mariana, quanto tempo! Como está a vida aí nas terras geladas? Aqui estamos derretendo sob um sol inclemente! Que bom que voce gostou do blog, e se voce se sente em casa melhor ainda essa é a ideía. Me conte o que tem feito por aí.
beijos