segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Sem tempo para viver?



Estou sentada na cadeira de flores lilas, vendo os passarinhos comendo e brincando e os beija-flores bebendo sua agua vermelha num bujãozinho em forma de flor. Eles rodam em volta do delicado poste que Jean-Louis oolocou para eles, como se estivessem em plena festa, celebrando a vida! :)
Temos uma brisa suave hoje, ao contrario dos ultimos dias que foram sufocantes.

Pensando na vida que levei nos ultimos dez anos vejo que simplesmente não tinha tempo de viver! Que coisa mais estranha de se dizer, mas pior ainda de experimentar.
Impressionante pensar no meu ritmo de trabalho, no pouco tempo que tinha para as coisas simples da vida! As mais importantes na verdade...

Estou recuperando um ritmo de normalidade aqui na Carolina do Norte. Pelo menos em termos de ritmo. De apreciar a natureza as pessoas, uma boa comida, uma boa noite de sono. Conversar com a vizinha.

Imagina as vizinhas vêm trazer pão caseiro, bolos e tortas (que colocamos no freezer, para comermos nos domingos, único dia em que fazemos concessões :)
As vezes nos chamam para conversar em suas cadeiras de balanço na varanda!
Estou aproveitando porque sei que quando começar a trabalhar tempo integral as coisas vão mudar, pelo menos um pouco!

Tenho a sensaçao de estar conversando mais com minha filha agora do que quando estavamos juntas em São Paulo! Estou escrevendo e da cozinha vem um aroma de cebola, alho e temperos que Jean-Louis sabe misturar com destreza de um expert!
Ele acaba de me trazer chá numa bela caneca em estilo provençal e a vida passa mansa, e eu já havia me esquecido desses pequenos prazeres da vida!

Um comentário:

Patricia disse...

nooossa miriam,
adorei esse post "sem tempo pra viver?" , me emocionei e parei pra repensar minha vida.
é tudo aquilo que voce disse mesmo.
legal conseguir resgatar a paz, a habilidade de ver e sentir a vida sorrindo pra gente.
abraços