quarta-feira, 9 de junho de 2010

Oração de Criança



Hoje encontrei no blog do meu marido Jean-Louis, um doce poema em português que logo percebi ser uma terna resposta a uma canção que compus quando era menina =) Decidi compartilhar esse momento infantil porque para Jean-Louis nada é tão pueril que não mereça uma resposta gentil.
Aí vai do meu velho livro de poesia um devaneio.

Trenzinho

Vai o trezinho marrom
deslizando na serra
vai levando cantigas
de quem hoje encerra
um dia vivido
com muito amor
E na lembrança
um balão
que da mão foi
aos ares
Um coração de criança
brinca nos pomares
de Praça João Pessoa
daqui daí
do mundo a toa


A resposta dele é melhor do que a pergunta =)

foto do site Bellaitaliana

13 comentários:

Manifesto Interno disse...

Muito doce e terno poema!
Vc vive dizendo que não sabe poetar, ledo engano,
aí está a prova
que precisávamos!

Muita ternura dos dois lados!

carinhoso beijo!

Mírian Mondon disse...

Sem chance, eu sei o que é poesia e se não soubesse bastaria ir no seu blog e no dele para saber.

Viu o email que te mandei?
beijos

Jean-Louis disse...

Voce e o poema na minha vida,e minha musa e ao risco de te contradizer, concordo com a Ester que sempre fala a verdade, ne? Entao, voce deve escrever mais poesia para deleitarmos com a beleza de sua criatividade.
Beijos com carinho.
Jean-Louis.

Mírian Mondon disse...

Je t'aime pra xuxu mon amour! rs

Beth/Lilás disse...

Que coisa mais linda esta relação tão 'poética' entre vocês dois!
Adoro constatar que o amor ainda existe e não somos os únicos neste mundo!
bjs cariocas

Mírian Mondon disse...

Beth!! Obrigada pela visita e pelo comentario. Agora estou na correria, mas logo vou lá te ler e matar saudades!

beijos paulistanos!

Zélia Guardiano disse...

Lindo, querida Mirian!
Leve como pluma! Como borboleta a voejar...
Grande abraço, minha amiga!

Anônimo disse...

Zélia querida, muito obrigada pela doçura das suas palavras!
beijos

ps. já vou la te ler!

beijos Mirian

Wania disse...

Mírian querida!

Subi e desci as encostas destas tuas lindas lembranças... mimosos vagões carregadinhos de amor. Amor este que até hoje é distrubuído tão generosamente por ti aos companheiros desta viagem!
Sinto-me honrada de ser um deles...

Bj imeeenso

Mírian Mondon disse...

Wania,
É preciso ter coragem para mostrar um poeminha de criança, que é importante para mim, mas pode não querer dizer nada para os outros =)
Mas achei interessante por causa da conexão com o poema de Jean-Louis o primeiro que ele escreve em Português, um idioma muito recente na vida dele!

Sinto me da mesma forma em relação a voce, feliz por te conhecer. Voce é mesmo especial!

beijos

Daniel Savio disse...

Realmente é poema bonito, mas o principal dele, é simples...

As vezes perdemos muito tempo para complicar a felicidade.

Fique com Deus, menina Mírian Mondon.
Um abraço.

Mírian Mondon disse...

Que lindo Daniel! Obrigada por dar sua opinião e fico feliz por ter gostado!

Abraços menino Daniel

Mari disse...

Que fofo! Amei