terça-feira, 26 de agosto de 2008

minha irmã...




Belo poema que minha irma escreveu para mim e que me comoveu nessa manha...

Que ternura vejo em teus olhos...
Doce amiga, quase musa, toda irmã...
Deciframos nossos enigmas...
Entendemos nossos devaneios
Re-conhecemos o que nos faz
Tão sinceras no nosso caminhar...
Nos encontramos na intenção da outra!
E por vezes apenas numa palavra, num olhar...
Assim somos inteiras,
Rascunhos e lay-out de nós mesmas...
Espelhos de carinho projetados...
Perspectiva gêmea em linha reta
Corações emoldurados
Pelo sonho e o
Passar das primaveras...

Minha irmã, quase musa toda amiga
Reconheço-te num retrato de mil lados
Destilando todas as cores do amor
Versando as linguagens da vida
Com destreza e desembaraço
Mentiria se de ti não existisse
Em mim muitos traços
Aquarela de sentimentos
escondidos no teu abraço
Da escrita ... todas as
Palavras não ditas
Recordações
naquilo que há
De mais sagrado



© Esther

Video enviado por Esther

3 comentários:

Raul disse...

Lindo poema, mais bonito ainda é ver uma irmã falando da outra com tanto afeto.

Anônimo disse...

Nossssa que privilégio o poema vir parar aqui no seu blog ! ! !
Vc merece muiiito mais!!!
beijos saudosos, querida!!!


Esther

Rafael disse...

Oi Mi!
que lindo heim? sua irma é muito talentosa e voce parece que se dá bem como musa hehe!
brincadeiras a parte é verdade que voce tem inspirado muita gente.
inclusive voce esta treinando o povo a escrever em blog, coisa que a maioria nao sabia haha.
lembro quando voce criou orkut para a maioria dos seus alunos rs
depois fez blogs para quase todos, menos eu que sou um caso perdido. Agora voce ensina a escrever, vamos ver se vou conseguir.
Ja consegui uma professora particular, ela é bastante competente, mas sinceramente suas aulas sao imcomparaveis...
Saudades.